JEEP COMPASS HÍBRIDO 2023 SERÁ LANÇADO NO BRASIL

Jeep Compass híbrido que faz 50km/l será lançado no Brasil em breve. O SUV estreia no início de abril e pode rodar até 50km no modo elétrico; preço deve esbarrar nos R$ 300 mil.

Jeep confirmou nesta segunda-feira (14) que o primeiro carro híbrido da marca no Brasil será lançado ainda no primeiro semestre deste ano. Junto com o anúncio, a fabricante divulgou um vídeo com imagens do Compass 4xe, SUV escolhido para inaugurar a linha de eletrificados por aqui.

Apesar de não mencionar o nome do modelo no texto, o Compass híbrido será lançado no início de abril. Na Europa, ele tem consumo de 50 km/l no ciclo combinado, segundo as medições do WLTP.

Esse número é possível graças à combinação do motor 1.3 turbo a gasolina de 180 cv com um elétrico de 60 cv, chegando aos 240 cv de potência combinada. Como cada um dos propulsores é responsável por mover um eixo, a Jeep deu o sugestivo nome 4xe para a tração integral.

De acordo com dados de fábrica, o Compass 4xe acelera de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos e pode rodar até 50 km usando apenas o motor elétrico e as baterias de 11,4 kWh. Também é possível alcançar os 130 km/h usando apenas eletricidade. O Compass híbrido ainda pode ser carregado em pontos de recarga ou em tomadas caseiras.

O vídeo divulgado pela Jeep ainda mostra itens do Compass 4xe. Entre eles, teto solar panorâmico, rodas pretas e quadro de instrumentos digital. Esse último, além das informações usuais, poderá exibir o status da bateria e qual tipo de propulsão está sendo usada no momento.

Jeep não informou qual (ou quais) versão do Compass 4xe será vendida no Brasil. O teaser indica que a opção escolhida é a Série S, mais completa com motor 1.3 no Brasil. O preço também não foi revelado.

Na Europa, o híbrido custa 20% mais do que a mesma configuração a combustão. Atualmente, o Compass 1.3 Série S brasileiro sai por R$ 210 mil. Porém, a conta não é tão simples, e precisa levar em consideração que a opção híbrida chega ao Brasil importada da Itália. Dessa forma, é possível esperar que os preços fiquem perto dos R$ 300 mil.

Fonte: AutoEsporte

OFICINA PARA MULHERES

Aconteceu no último sábado (12/03), na American Car, o evento Oficina para Mulheres. Em busca da sua independência, cada vez mais as mulheres estão tomando seus lugares em uma sociedade até então dominada somente por homens. Com o intuito de trazer a essas mulheres ainda mais autonomia, e mostrando que lugar de mulher é onde ela quiser, a American Car juntamente com seus parceiros, ofereceu o curso básico de mecânica para mulheres.

Desmistificar a relação entre mulher e oficina mecânica é o grande objetivo da American Car ao promover o curso oficina para mulheres. Durante 2h, as mulheres tiveram uma aula teórica para entender os conceitos básicos e a oportunidade de conhecer na prática tópicos como:

  • Manutenção preventiva;
  • Revisão periódica;
  • Alinhamento e balanceamento ;
  • Calibragem dos pneus;
  • Troca de pneus;
  • Sistema de Arrefecimento e,
  • Luzes do painel.

Marketing – American Car

OS SEDÃS MAIS VENDIDOS NO BRASIL EM JANEIRO DE 2022

Onix Plus lidera ranking, mas números de vendas caíram em mais da metade na comparação com o mesmo período de 2021

1- Chevrolet Onix Plus

A procura pelos SUVs está cada vez maior e mais intensa no mercado, enquanto que os sedãs estão ficando de lado nas buscas de veículos. Mesmo que seus números não empolguem tanto em vendas como já foi um tempo atrás, os sedãs ainda possuem aqueles fiéis compradores do segmento.

Em janeiro de 2022, o sedã mais vendido foi o Chevrolet Onix Plus, com 3.431 unidades emplacadas. Ele é o único da categoria que conseguiu ficar no top-10 de carros mais vendidos do País nesse período.

Mesmo estando entre os primeiros neste ano, a queda em vendas é bem representativa quando comparamos com o mesmo período de 2021, quando foram 7.139 unidades vendidas.

O segundo sedã mais vendido neste início de 2022 foi o Hyundai HB20S. O modelo da fabricante sul-coreana registrou 2.391 emplacamentos, acima dos 1.915 emplacados em janeiro de 2021.

Assim como o rival da Chevrolet, o HB20S tem diversas opções de configuração, com a 1.0 manual de entrada, além de 1.6 manual, 1.6 automática e as topo de linha com 1.0 turbo de 120 cv de potência e 17,5 kgfm de torque.

Modelo mais vendido no mundo, o Toyota Corolla ocupa a terceira posição no ranking de sedãs após 2.142 unidades comercializadas em janeiro.

Com produção no Brasil desde 1998, o Corolla já está em sua 12ª geração, atualmente equipado com o motor 2.0 Dynamic Force de até 177 cv. As versões híbridas, disponíveis nas configurações Altis e Altis Premium, possuem 123 cv de potência.

O Fiat Cronos é o quarto colocado entre os sedãs mais vendidos com 1.732 unidades comercializadas em janeiro.

Sucessor do Grand Siena, o Cronos tem versões 1.3 com 109 cv e 14,2 kgfm de câmbio manual, enquanto as mais caras são oferecidas com motor 1.8 de até 139 cv e 19,3 kgfm de torque, sendo a transmissão automática de seis marchas.

Por fim, a quinta posição é do Honda Civic com 1.133 unidades vendidas. Mesmo com o fim da produção nacional já confirmada, o modelo superou inclusive o City, que acaba de ganhar facelift para as versões sedãs e uma inédita carroceria hatch para compor a lacuna deixada pelo Fit, modelo que está se aposentando.

A Honda deverá trazer o Civic 2023 como modelo importado, portanto o City será o sedã de entrada nos próximos anos.  

Os sedãs mais vendidos do Brasil em janeiro de 2022:

1- Chevrolet Onix Plus – 3.431 unidades emplacadas (9º colocado no ranking geral de automóveis)

2- Hyundai HB20S – 2.391  (17º geral)

3- Toyota Corolla – 2.142  (20º geral)

4- Fiat Cronos – 1.732  (23º geral)

5- Honda Civic – 1.133 (33º geral)

Fonte: Icarros

CONHEÇA OS CARROS QUE FIZERAM SUCESSO NOS ANOS 80

Relembrar os anos 80 para muitos é uma grande satisfação. Tem coisas que são praticamente impossíveis de se esquecer, como as músicas, a moda, as brincadeiras, os programas de TV e os carros. Sim, esses fantásticos modelos que marcaram os anos 80.

Existem diversas pessoas que são tão fãs desses modelos, que colecionam essas obras de arte, porém, para a aquisição desses incríveis carros não é pra qualquer um, pois é necessário desembolsar uma grande quantia para mantê-los originais. Veja quais são eles:

1. Santana – Volkswagen

2. Saveiro – Volkswagen

3. Variant – Volkswagen

4. Brasília – Volkswagen

5. Vectra – Chevrolet

6. Passat – Volkswagen

7. Voyage – Volkswagen

8. Alfa Romeo – Fiat (desde 87)

9. Caravan – Chevrolet

10. Chevett – Chevrolet

11. Chevy 500 – Chevrolet

12. Corcel II – Ford

13. Del Rey – Ford

14. Escort – Ford

15. Escort XR3 – Ford

16. Fiat 147 GLS – Fiat

17. Elba – Fiat

18. Oggi – Fiat

19. Panorama – Fiat

20. Spazio – Fiat

21. Verona – Ford

22. Fusca – Volkswagen

23. Gol GT – Volkswagen

24. Gol – Volkswagen

25. Ipanema – Chevrolet

26. Kadett GS – Chevrolet

27. Landau – Ford

28. Marajó – Chevrolet

29. Monza – Chevrolet

30. Monza Hatch – Chevrolet

31. Opala – Chevrolet

32. Pampa – Ford

33. Voyage – Volkswagen

34. Premio – Fiat

35. Puma – Volkswagen

36. Santana Quantum – Volkswagen

37. Belina

38. Galaxie – Ford

39. A-20 deluxe – Chevrolet

40. Opala Diplomata – Chevrolet

Se você se lembrar de mais algum, não deixe de comentar.

Fonte: webtudo

LANÇAMENTO: CHEVROLET BLAZER 2023

Apresentado nos EUA, novo Blazer recebe atualizações no visual e segue com motor V6 de até 309 cv

A Chevrolet revelou o facelift do Blazer 2023 com leves atualizações no visual do SUV. Voltado ao mercado norte-americano, ele manteve a dianteira semelhante ao do Camaro, mas desta vez com nova grade frontal e formato inédito das luzes diurnas (DRL).

O farol segue em posição bem semelhante ao modelo 2022, próximo da parte inferior da grade.

A mudança na traseira é bem pequena, sendo a maior diferença na assinatura em LED das lanternas. Antes elas formavam o desenho em “Y“ deitado, enquanto que no modelo 2023 o desenho está mais conservador. As rodas ganharam novo visual e variam entre 18 até 21 polegadas.

A parte interna do carro segue o padrão do Blazer, sendo que a maior novidade é a presença da central multimídia de 10 polegadas substituindo a de 8 polegadas. O carregador por indução está disponível em todas as versões elas também fornecem conexão 4G LTE com Wi-Fi. A configuração RS recebe a cor exclusiva Nightshift Blue. 

As opções de motorização do Blazer 2023 seguem as mesmas: V6 2.0 turbo com 231 cv de potência e 35,6 kgfm de torque ou o V6 3.6 aspirado de 309 cv e 37,3 kgfm. A transmissão de todas as versões é efetuada pelo câmbio automático de nove marchas. A tração integral é disponibilizada para todas as variantes.   

O SUV tem pacote de segurança bem farto: alerta de tráfego traseiro, farol alto automático, controle de cruzeiro adaptativo em conjunto com o pacote ADAS, alerta de colisão, alerta de mudança de faixa e alerta de ponto cego.

Produzido no México, o Blazer 2023 está previsto para chegar aos EUA a partir de junho de 2022. 

Fonte: Icarros

10 DICAS PARA MANTER A VIDA ÚTIL DA BATERIA DO SEU CARRO

Lembre-se de não deixar nada ligado ao sair do veículo e evitar a descarga completa da bateria

Apesar do avanço da tecnologia no mundo automotivo, as baterias de 12 Volts seguem equipamento os carros novos. A bateria é responsável por manter sistemas como faróis, lanternas e a ignição do motor. Por esse motivo, é essencial manter a bateria em bom estado.

É fato que as baterias novas são seladas e não requerem manutenção, mas isso não significa que você não pode ter certos cuidados para prolongar a vida útil do componente. As baterias, mesmo com materiais medianos, possuem no mínimo dois anos de duração, enquanto unidades com materiais mais nobres podem resistir de quatro a cinco anos. 

Confira como fazer a bateria durar mais:

1 – Bateria compatível

Quanto mais moderno o veículo, maior necessidade de voltagem das baterias. Carros mais básicos usam baterias de amperagem menor, normalmente de 40 amperes. Com mais itens tecnológicos, como strat-stop, painel de instrumentos digital e central multimídia, maior a amperagem é necessária para abastecer os itens. Por exemplo, o Honda Civic usa baterias de 50 amperes, enquanto o Chevrolet Camaro possui 80 amperes. 

2 – Desligue itens na partida

A bateria é mais exigida durante a partida do motor. Portanto, é prudente desligar itens elétricos não necessários. Evite dar a partida com faróis e outras luzes acesas, bem como ar-condicionado e central multimídia. 

3 – Não deixe nada ligado

Ao sair do carro, verifique se desligou os itens do veículo caso seu carro não faça automaticamente. Deixar faróis ou equipamento de som ligados pode descarregar a bateria, impedindo a partida do veículo. 

4 – Proteja os terminais

A maior parte das baterias já saem de fábrica com capinhas para proteger os terminais negativo e positivo, caso contrário, quando em contato com objetos metálicos ou condutores, pode gerar fuga de carga, faíscas e até curto-circuito. As capas também são vendidas separadamente. Mantenha os terminais limpos para evitar oxidação, que pode ser corrigida com uma mistura de água com bicarbonato de sódio. 

5 – Sempre ligue o motor

A bateria foi feita para funcionar regularmente, por isso, o ideal é ligar o carro pelo menos uma vez por semana durante cinco minutos, assim, o alternador será acionado e recarregará a bateria. 

6 – Cuidado com o alternador

Verifique a cada seis meses o estado do alternador e faça a manutenção preventiva. Caso o alternador quebre, é impossível dar a partida no veículo. O alternador mantém a carga da bateria a partir do movimento do motor a combustão. 

7 – Desconecte os terminais 

Se o seu veículo vai ficar muito tempo parado e ninguém puder ligá-lo, desconecte os terminais da bateria para evita a descarga. Ao reconectar a bateria, lembre-se de iniciar a conexão pelo polo negativo. 

8 – Não conecte outros dispositivos

Evite conectar lâmpadas, aparelhos de sons e outros itens que consumam a carga da bateria. Se for extremamente necessário, procure deixar o motor ligado para o alternador manter a bateria carregada. 

9 – Cuide do sistema de ignição 

Velas gastas e motor desregulado podem dificultar a partida do motor, exigindo mais energia da bateria e causando seu desgaste prematuro. Verifique também se a fiação não está com problemas para prevenir fuga de corrente. 

10 – Evite a descarga 

Não deixe a bateria perder totalmente a carga, caso isso aconteça, é possível que a capacidade de reter eletricidade seja comprometida. Nestes casos, será necessário um auxiliar de partida, seja externo, vendido em lojas de autopeças, ou através da bateria de outro carro, em um procedimento conhecido como “chupeta”. 

Fonte: kbb.com.br

OS 10+ VENDIDOS EM JANEIRO DE 2022

1º Fiat Strada – 6.716 unidades

O mercado automotivo registrou queda nas vendas de veículos 0 km neste início de 2022. Foram 126,5 mil carros vendidos, número bem abaixo dos 193,5 mil de dezembro de 2021. A retração foi de 38,9% 

Se compararmos com janeiro de outros anos, o resultado também não foi animador. O número é o mais baixo dos últimos 17 anos, segundo dados da Fenabrave. Para se ter uma ideia, em janeiro de 2021 foram 162,6 mil vendidos, portanto a queda foi de 26,1%. 

Com relação aos modelos, a picape Fiat Strada começou 2022 na ponta do ranking. Foram 6.716 emplacamentos, mostrando que o carro mais vendido de 2021 segue forte também para este ano. 

A segunda colocação é do Hyundai HB20, hatch compacto que teve 5.634 registros de unidades emplacadas. Vale lembrar que recentemente a fabricante anunciou o fim da linha para o HB20X, portanto apenas HB20 hatch e sedan seguem na linha do modelo produzido em Piracicaba (SP).  

Modelo mais vendido em novembro e em dezembro de 2021, o Chevrolet Onix caiu para a terceira posição no início de 2022 com 5.205 emplacamentos.  

O SUV mais vendido do País no mês foi o Jeep Renegade, ocupando a quarta colocação geral do ranking com 4.999 unidades vendidas. O Renegade é o único desta lista (top-10) a aumentar o número de vendas no comparativo com os dois meses anteriores.  

Logo atrás vem o Jeep Compass, sendo o único deste top-10 a fazer parte da categoria de SUVs médios, com 4.905 emplacamentos. 

A sexta colocação é do Hyundai Creta, que segue neste ano sendo produzindo tanto na geração passada (versão Action 1.6) quanto na atual com opções de motores 1.0 turbo e 2.0 aspirado. Foram 4.175 emplacamentos registrados do SUV em janeiro. 

O sétimo lugar é do VW T-Cross, modelo mais vendido da marca no mês com 3.761 unidades emplacadas. Logo atrás vem o VW Gol, mostrando que ainda tem lenha para queimar mesmo que nos bastidores circule a informação de que em breve o carro sairá de linha.  

Em nono, o Chevrolet Onix Plus é o único representante dos sedans nesta lista com 3.431 unidades comercializadas. A Fiat Toro fecha o top-10 com 3.293 emplacamentos, número abaixo de todos os meses de 2021. Ela é a única picape média na lista.  

Bônus: o Fiat Pulse vem crescendo bem entre os veículos licenciados. O SUV compacto terminou janeiro com o 11º lugar com 3.192 unidades vendidas, sendo este o melhor mês desde que foi lançado. 

Lista dos dez carros mais vendidos em janeiro de 2022:  

1º Fiat Strada – 6.716 unidades  

2º Hyundai HB20 – 5.634  

3º Chevrolet Onix – 5.205  

4º Jeep Renegade – 4.999  

5º Jeep Compass – 4.905  

6º Hyundai Creta – 4.175  

7º Volkswagen T-Cross – 3.761  

8º Volkswagen Gol – 3.435  

9º Chevrolet Onix Plus – 3.431  

10º Fiat Toro – 3.293 

Fonte: Icarros

CUIDADOS COM O CÂMBIO AUTOMÁTICO

A cada dia que passa o câmbio automático é o mais popular. No entanto, a tecnologia que gera um conforto maior ao condutor exige cuidados especiais. Confira alguns deles!

A popularização do câmbio automático 

Os câmbios automáticos deixaram de ser um item de luxo. Antigamente, apenas os carros mais completos possuíam esse tipo de transmissão. No entanto, com o passar do tempo, mais precisamente a partir de 2010, até os carros mais populares começaram a integrar opções com a transmissão automática.

Motivados pela praticidade e conforto que o câmbio automático gera, principalmente quando se trata do vai e para dos congestionamentos das grandes cidades, os brasileiros têm optado, cada vez mais, por carros que dispensam a troca manual de marchas.PUBLICIDADE

Segundo levantamento da Bright Consulting, entre janeiro e junho de 2021, 55,5% dos veículos emplacados no país são equipados com transmissão automática e suas variações, enquanto os manuais representam 44,5% dos emplacamentos.

O que não fazer em um carro com câmbio automático

É aquela velha história, um bom condutor preza pelo seu veículo. Ou seja, certos cuidados são essenciais para uma maior vida útil dos componentes do veículo, inclusive o câmbio automático.

Ações como usar o neutro para descer ladeiras devem ser evitadas. Ao realizar o procedimento em carros automáticos, o condutor irá gastar mais combustível, bem como danificar os componentes do freio.

Outro ponto importante de ressaltar (e de não fazer) é colocar o carro no neutro quando estiver parado em um semáforo por exemplo. Essa ação é recomendada desde antigamente, no entanto, com a avanço tecnológico, os modelos mais novos são programados para funcionarem no Drive mesmo parados, inclusive com a inserção da opção Start & Stop acrescentada.

Realizar a troca do drive para o neutro e assim sucessivamente em cada semáforo pode consumir mais combustível.

Assim como nos carros manuais, as trocas bruscas de marcha também devem ser evitadas. No caso do carro automático, do Drive para a Ré. A ação deve ser feita com calma e delicadeza. Fazer esse movimento de forma mais grosseira pode danificar os componentes da transmissão ao longo do tempo.

Estacionando

Outro ponto que deve ser evitado é estacionar o carro sem o freio de mão, apenas com o câmbio do Parking. É certo que essa é a função dessa posição de uso, mas não por um tempo muito longo ou sozinho.

É importante que ao estacionar o condutor também ative o freio de mão. Segurar o carro apenas no P, fará com que a trava do câmbio e os coxins de suporte da transmissão sejam danificados.

Por exemplo: lubrificar o conjunto do câmbio, como resfriar a transmissão, realizar a limpeza das peças, garantir a pressão correta do sistema, evitar que se formem depósitos de impurezas e borras, bem como proteger as peças contra a oxidação.

Fonte: Garagem360

RAM 3500 É CONFIRMADA PARA O BRASIL

Ela tem números ainda mais superlativos do que os da 2500; capacidade de reboque chega a 9 toneladas

Por enquanto, a RAM informou apenas que a 3500 será equipada com motor Cummins turbodiesel 6.7 de seis cilindros em linha que rende 377 cv e 117,3 kgfm. É o mesmo propulsor que equipa a 2500, mas com números superiores de potência e torque.

A 3500 também tem capacidades de carga e reboque melhores do que as da 2500. São 1.752 kg e 9.021 kg, respectivamente. Isso fará dela a picape com os melhores indicadores do Brasil. No único vídeo divulgado pela RAM até agora, é possível ver que a caminhonete não terá rodado duplo traseiro, opcional disponível nos Estados Unidos.

Ram 3500 chegará ao Brasil sem duplo rodado traseiro — Foto: Divulgação

Ram 3500 chegará ao Brasil sem duplo rodado traseiro — Foto: Divulgação

Mesmo que o preço não tenha sido divulgado, ele certamente será superior aos R$ 469.990 pedidos pelas duas outras picapes da RAM do Brasil, 1500 e 2500.

Como é produzida no México, ela chega ao país sem pagar imposto de importação, como a 2500. Nos Estados Unidos, a diferença de preço entre elas, considerando versões equivalentes, é de aproximadamente US$ 5 mil, ou R$ 27,1 mil, na cotação do dia. Assim, não seria surpresa se a 3500 chegasse na faixa dos R$ 500 mil.

Interior da RAM 3500 é semelhante ao da 2500 — Foto: Divulgação

Fonte: Autoesporte

PNEU CARECA – CONHEÇA OS RISCOS

Você conhece os riscos de circular com pneu careca?

Na verdade, poucos itens interferem tanto na segurança de um veículo quanto os pneus. Por isso, é importante adotar alguns cuidados rotineiros para garantir seu bom desempenho e aumentar sua durabilidade.

Ainda assim, por estarem em contato direto com o solo, seu desgaste é inevitável. Então, os motoristas precisam estar sempre de olho em suas condições. Você se lembra como estavam os pneus do seu carro da última vez em que os conferiu?

Continue lendo o post para entender em detalhes os riscos de um pneu careca, as maneiras de identificar essa condição e algumas dicas para evitar problemas!

Quais os riscos do pneu careca?

Com o uso e o atrito contínuo com o solo, os sulcos da banda de rodagem dos pneus perdem a profundidade. Isso faz com que eles fiquem mais lisos, o que aumenta de forma significativa o risco de acidentes.

Entenda como o pneu careca pode interferir em sua segurança e causar acidentes, muitas vezes envolvendo terceiros que transitam na região.

Compromete o tempo de resposta ao frear

Uma das principais consequências de pneus carecas é a perda da aderência ao solo, propriedade fundamental para garantir a segurança na hora da frenagem. O desgaste reduz o atrito e faz com que o veículo percorra uma distância muito maior antes de conseguir parar totalmente.

No caso de uma situação em que é necessário frear de forma rápida, mesmo que a pessoa que esteja conduzindo o veículo tenha bons reflexos, os riscos de ocorrência de um acidente se tornam muito maiores. Sem as características que garantem a boa aderência dos pneus, a segurança ao volante fica seriamente comprometida.

O perigo aumenta ainda mais em dias de chuva, que trazem outro grande risco aos pneus carecas, como veremos a seguir.

Aumenta o risco de aquaplanagem

A aquaplanagem acontece quando uma fina camada de água se forma entre os pneus e o solo. Sem a profundidade dos sulcos (que são fabricados na borracha com o objetivo de drenar a água), o veículo perde contato com o asfalto e passa a deslizar de maneira descontrolada, principalmente em trechos planos, bem asfaltados e/ou com declives.

Esse fenômeno é especialmente perigoso, pois costuma acontecer em velocidades elevadas, no geral, acima dos 70 km/h, o que aumenta o risco de acidentes graves.

Embora os pneus carecas estejam muito mais propensos a sofrer uma aquaplanagem, dependendo das condições da pista, até mesmo aqueles em bom estado podem acabar deslizando por alguns metros. 

Por isso, nessa hora, a recomendação é jamais tentar frear ou virar o volante, mas desacelerar e manter o veículo em linha reta. Assim, você consegue retomar o controle facilmente quando a aquaplanagem terminar.

Gera falta de estabilidade

A falta de proteção dos pneus carecas também torna a direção do veículo muito mais instável e desconfortável. Ao desenvolver velocidade, podem ocorrer trepidações e barulhos vindos das rodas. Em casos extremos, o pneu pode até mesmo estourar, em decorrência de sua fragilidade.

Problemas semelhantes também podem ocorrer quando há necessidade de fazer um alinhamento ou balanceamento. Nesses casos, vale muito mais a pena recorrer a uma oficina especializada do que arcar com os problemas em cadeia, que podem afetar outras partes do veículo e encarecer a manutenção.

Consiste em uma infração de trânsito

Além de todas as adversidades que vimos, rodar com pneus carecas também pode resultar em problemas com a fiscalização de trânsito. Isso porque essa prática representa uma infração grave, com multa no valor de R$ 195,23 e 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo o artigo 230 (art. XVIII) do Código de Trânsito Brasileiro, a infração pode ser aplicada para cada pneu que estiver em mau estado, incluindo o estepe. Além disso, o veículo pode ficar retido até a regularização do problema.

Eleva o risco de atolamento

Além da maior propensão a acidentes, circular com pneus carecas em terrenos acidentados, como áreas com barro ou areia, aumenta o risco de atolamento, ou seja, de o veículo ficar preso no local.

Interfere no alinhamento do veículo

Os pneus gastos também influenciam no alinhamento, exigindo mais força do condutor ao realizar uma curva, por exemplo. Isso contribui para reduzir a segurança e a estabilidade.

Como identificar um pneu careca?

Apesar de parecer óbvio que um pneu desgastado pode ser definido como careca, muitos motoristas têm dúvidas a respeito. Alguns acreditam, por exemplo, que os fiapos de borracha (sobras do molde usado na fabricação dos pneus) seriam os “cabelos”. Assim, quando ausentes, o pneu estaria careca.

Na verdade, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) define as características ideais dos pneus na Resolução 540/2015. É estabelecido que a banda de rodagem deve ter sulcos com profundidade de 1,6 mm ou superior — abaixo disso, o risco de sofrer deslizamentos ou acidentes decorrentes de aquaplanagem se torna maior.

Uma maneira simples de verificar se os pneus de seu veículo estão com sulcos menores do que os determinados pelo Contran é usar uma moeda de R$ 1 para comparação. Isso porque o seu aro dourado corresponde exatamente à medida estabelecida para profundidade. 

Essa medida é conhecida como TWI (Indicador de Desgaste da Banda ou, em inglês, Tread Wear Indicator). Ela é sinalizada com um triângulo, na lateral do pneu e, ao ser atingida, indica o fim de sua vida útil

Além do desgaste, é importante observar que os pneus têm data de validade, que é de 5 anos. A data de fabricação é registrada ao lado direito da sigla DOT, gravada nas laterais do pneu.

Mesmo que você rode pouco com o carro, e os pneus não estejam ainda desgastados após o prazo, quando vencidos, eles ficam mais sujeitos a furos e a fissuras. Dificuldade para frear, volante irregular e desalinhamento são indícios de que está na hora de substituí-los.

O que fazer para evitar o problema?

As revisões em dia evitam o risco de conduzir o veículo com os pneus desgastados. Por exemplo, quando o desgaste for apenas na parte central dos pneus, pode ser resultado da falta de alinhamento do carro; se o problema surgir nas laterais, a calibragem talvez esteja errada. 

Além disso, a falta de manutenção dos pneus leva a outras questões, que podem prejudicar a performance do carro e pesar no bolso do proprietário do veículo.

Para reduzir o risco, é indicado fazer o rodízio de pneus e a calibração adequada. Afinal, conduzir com pneu careca é perigoso tanto para os ocupantes do veículo quanto para as demais pessoas que circulam na via e ficam expostas a acidentes. Lembre-se de que a sua segurança e a de sua família estão em jogo!

Fonte: Rodobens